RN registra baixa procura pela vacina da gripe e imuniza apenas 6% do público-alvo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Em mais de um mês de campanha, o Rio Grande do Norte vacinou apenas 6% do público-alvo contra a gripe. A vacinação começou em 12 de abril e segue até 9 de julho em todo o estado.

Com a baixa procura pela população, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) faz um alerta para que os potiguares a busquem uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu município para tomarem o imunizante contra a gripe.

Em Natal, a vacinação contra a gripe acontece nas UBS e ainda nos drives do Ginásio Nélio Dias e do Palácio dos Esportes.

Segundo dados da plataforma RN Mais Vacina, até a manhã desta terça-feira (18), cerca de 82 mil potiguares receberam a vacina da influenza, correspondendo a pouco mais de 6% de 1.295.751 de pessoas do público-alvo.

No atual estágio da campanha, entre 11 de maio de 8 de junho, estão sendo vacinados idosos com 60 anos e mais e professores. Porém, as pessoas inclusas na 1ª fase (crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; puérperas; povos indígenas e trabalhadores da saúde) e que ainda não tomaram a vacina contra a influenza devem procurar as salas de vacinação para tomar o imunizante.

A próxima etapa da campanha, de 9 de junho a 9 de julho, contempla o seguinte público-alvo: pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação e liberdade e população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Intervalo entre vacinas

Como a campanha de vacinação contra influenza coincide com a realização da vacinação contra a Covid-19, a Sesap orienta que seja priorizada a aplicação do imunizante contra a Covid. “As pessoas contempladas nos grupos prioritários para a vacinação contra influenza e que ainda não foram vacinadas contra a Covid-19, ao buscarem uma UBS, deverão, preferencialmente, tomar a vacina contra a Covid e agendar a administração da vacina contra a influenza, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas”, informa a secretaria.

 

 

Fonte: G1 RN