Reestruturação da saúde marcam primeiros 100 dias da gestão Allyson Bezerra ; melhorando a saúde do município

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

O início da reestruturação da saúde, enfrentamento à Covid-19, UBS’s reformas e inauguradas, Tem Médico nos UBSs tanto na zona urbana como na zona rural, mutirão de cirurgias eletivas, e a valorização do servidor público são algumas das principais marcas dos primeiros 100 dias da administração do prefeito Allyson Bezerra. Nesse período, a Prefeitura também concentrou-se na busca de soluções para dívidas acumuladas e promoveu uma abertura sem precedentes para a participação da população na discussão de temas de interesse público.

A apresentação de um balanço dos 100 primeiros dias de gestão é um compromisso assumido pelo prefeito Allyson Bezerra. Durante esse período, a nova administração defrontou-se com uma situação inédita na cidade: a Prefeitura tem um total de R$ 855 milhões em dívidas deixadas pela gestão anterior.

Abaixo, um resumo das principais medidas adotadas nos primeiros cem dias na área da Saúde.

Enfrentamento à Covid-19

Diante da pandemia, a Prefeitura de Mossoró, investiu na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Belo Horizonte para que a UPA pudesse receber pacientes com Covid-19. Foram abertos 17 leitos clínicos nos módulos habitáveis instalados na UPA.

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, adquiriu testes e abriu o Centro de Testagem da Covid-19 do Ginásio Municipal de Esportes na área central da cidade. No PAM do Bom Jardim, foi feito o conserto do Raio X em menos de 6 horas, foi zerada a fila de laudos de exames, houve a inclusão de um médico psiquiatra e foram realizadas melhorias na recepção para acolhimento dos pacientes.

Na UPA do Alto de São Manoel, houve a manutenção na parte estrutural e a criação de 2 novos consultórios médicos, bem como, a criação de 1 sala vermelha e a organização do local de repouso dos ASG. A Prefeitura fez o estudo elétrico e estrutural para implementação da terceira usina de oxigênio que deveria está montada há 5 anos.

Na UPA do Santo Antônio a sala vermelha com leitos de estabilização passou a reforçar a rede municipal de saúde no enfrentamento à Covid-19.

O Centro de Testagem da Covid-19 foi instalado no Ginásio de Esportes Municipal e hoje, funciona todos os dias da semana, incluindo o final de semana ofertando até 200 testes diariamente.

A Prefeitura distribuiu oxímetros de pulso para acompanhar os casos de COVID nas UBS’s.

Leitos

Em Janeiro o número de leitos-Covid de UTI em Mossoró era de 30 leitos no Hospital São Luiz. Hoje, são 50. A Prefeitura é responsável por pagar 30% dos custos de cada leito de UTI.

Após reunião com o estado e mostrando toda a necessidade de leitos a Secretaria Municipal de Saúde conseguiu mais 10 leitos para o Hospital da Liga do Câncer .

Mossoró Vacina

Em Mossoró a vacinação ocorre durante a semana em 46 UBS’s com horários agendados, sem aglomerações. E foi implementada a Campanha Mossoró Vacina, que foi responsável pela continuidade do trabalho de imunização de idosos e profissionais de saúde nos finais de semana, abrindo 10 Unidades de Saúde. Só a primeira edição respondeu pela aplicação de 5.770 doses.

Serviços do CER passam a ser efetivamente ofertados à população

O Centro Especializado em Reabilitação (CER), no Santo Antônio, hoje funciona graças ao emprenho da Prefeitura de Mossoró que providenciou a instalação do transformador elétrico, de linha telefônica e internet.

Foi feita a licitação para compra de todos os equipamento para colocar em atividade todos os serviços do CER.

Odontologia

O Centro Especializado em Odontologia (CEO) foi beneficiado com o conserto de várias cadeiras de dentista. Foi realizada a compra de materiais para adequação do atendimento e houve a retomada de atendimentos do CEO 1 que estava parado.

UBS’s reformas e inauguradas

As Unidades Básicas de Saúde Sueldo Câmara e Chico Porto tiveram as reformas retomadas. Na primeira quinzena de abril a Prefeitura entregou a nova UBS Duclécio Antônio de Medeiros no bairro Costa e Silva e está prestes a colocar em funcionamento a UBS do Santa Júlia.

Tem Médico

A falta de médicos era um problema antigo que foi resolvido nesses cem dias de gestão . A Prefeitura firmou contrato com a empresa SAMA e viabilizou a lotação de 12 médicos nas unidades básicas de saúde que estavam sem estes profissionais.

“Tínhamos casos em que uma UBS estava há 2 anos sem médico e nós conseguimos sanar este problema para que a população não voltasse mais para casa sem a consulta e o acompanhamento médico”, disse Morgana Dantas, secretária municipal de Saúde.

Mutirão de cirurgias eletivas de Catarata

Com o objetivo de zerar a fila por uma cirurgia oftalmológica de catarata, a Prefeitura de Mossoró deu início no dia 9 deste mês ao mutirão de cirurgias eletivas de Catarata. A meta é encerrar uma fila que hoje possui cerca de 2 mil pacientes aguardando pelo procedimento há meses e até há vários anos.